top of page

ESPECIAL FESTIVAL DO BACALHAU: Conheça a história do bacalhau, desde Portugal até chegar ao Brasil.

O bacalhau é uma paixão que ultrapassou os oceanos e gerações e marca a Semana Santa nos dois países de língua portuguesa.


Bacalhau "à Narcisa", receita tradicional portuguesa, reproduzida pelo Chef Gonçalo Ramirez.

O bacalhau é a iguaria portuguesa que atravessou mares e continentes para conquistar paladares ao redor do mundo, saindo de Portugal para dominar espaços em solos brasileiros. A história desse peixe salgado entrelaça a antiga relação entre Portugal e Brasil, que dividem mais amores do que esses povos imaginam. Hoje, no blog do Boteco Português, você entenderá a história do bacalhau e como esse peixe continua sendo protagonista da Semana Santa nos dois países de língua portuguesa, os fazendo os maiores consumidores desse pescado desde sua popularização.


PORTUGAL E O BACALHAU: O INÍCIO DESSA HISTÓRIA CHEIA DE TRADIÇÃO.


A relação de Portugal com o bacalhau começou quando os pescadores portugueses começaram a explorar as águas do Atlântico Norte em busca de alimento. A ideia de salga o pescado foi iniciada pela necessidade de conservar o peixe durante longas viagens, o que viria a ser uma tradição lusitana ao longo da história.


Migas de Bacalhau, receita tradicional portuguesa, reproduzida pelo Chef Gonçalo Ramirez.

O BACALHAU CHEGA AO BRASIL!


O pescado e sua técnica de salga chega ao Brasil no período da colonização, se parte dos hábitos alimentares dos brasileiros pela influência de Portugal na construção do país. Contudo, o que era parte da cultura portuguesa, também se tornou cultura brasileira, especialmente nas regiões composta por litorais, fazendo parte também das celebrações da Semana Santa, fazendo parte das mesas, da cultura e da história do povo brasileiro, pela versatilidade do peixe, que participa de diversas receitas, desde saladas, entradas a pratos principais. 


Atualmente, o Brasil é conhecido como um dos maiores consumidores de bacalhau do mundo, com números que refletem como o pescado já faz parte da cultura brasileira. Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o país da américa latina foi responsável por importar mais de 61 mil toneladas de bacalhau em 2023, mostrando o amor dos brasileiros pelo pescado versátil.


Bacalhau "à Zé do Pipo", receita tradicional portuguesa, reproduzida pelo Chef Gonçalo Ramirez.

FESTIVAL DO BACALHAU: UMA OPORTUNIDADE EM SOLOS BAIANOS.


Pensando no partilhamento de culturas, o Boteco Português promove o Festival do Bacalhau, no restaurante localizado na Rua Borges dos Reis, 16, no Rio Vermelho, durante a Semana Santa (25 a 31 de março), proporcionando o encontro dos apaixonados brasileiros com receitas tradicionais à base de bacalhau e, que são exclusivas do evento.


Assim como as histórias já entrelaçadas entre Portugal e Brasil, o Festival do Bacalhau é mais um capítulo entre esses dois países que compartilham sabores e gastronomia. 


O MENU EXCLUSIVO


Durante toda a semana, os amantes da gastronomia terão a oportunidade de explorar novas e deliciosas receitas à base de bacalhau, a partir de R$136,90. O renomado Chef português e consultor gastronômico, Gonçalo Ramirez, é o responsável por trazer receitas autorais como o Bacalhau à Narcisa, Bacalhau "à Zé do Pipo", Bacalhau Espiritual e o Migas de Bacalhau, para os visitantes do Boteco Português.


Além disso, todos os clientes que consumirem presencialmente as receitas disponíveis no Festival do Bacalhau ganharão uma taça de vinho português, escolhida para harmonizar com o prato escolhido.  


Bacalhau Espiritual, receita tradicional portuguesa, reproduzida pelo Chef Gonçalo Ramirez.

RESERVAS


As reservas de mesas são indicadas para garantir o seu acesso ao Festival do Bacalhau, que acontecerá durante toda a semana. Elas são realizadas através do site www.botecoportugues.com.br/reservas, de forma gratuita. 


Para quem deseja conhecer as receitas apresentadas por Gonçalo Ramirez sem sair de casa, os pratos do festival estarão disponíveis por delivery pelo Ifood e pelo site do Boteco Português www.botecoportugues.com.br.


Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page