top of page

Arroz de Pato: A culinária popular portuguesa que se espalhou pelo mundo

Atualizado: 24 de mar. de 2023

Conheça a origem do prato marcante português que é tradição do país lusitano


Arroz de Pato do Boteco Português. Foto: Matheus Andrade


O Blog do Boteco Português não poderia deixar de te contar sobre a história do Arroz de Pato, receita secular portuguesa que se destaca no restaurante como um dos mais pedidos da casa! Mas, antes de chegar até aqui e se tornar presente em restaurantes de alta gastronomia, a receita foi desenvolvida na cidade de Braga, pelos mais pobres, para aproveitar os alimentos tidos como sem utilidade. Você sabia disso?


Quando a receita começou a ser disseminada em solos lusitanos, o arroz era preparado com pato selvagem. Os portugueses faziam o arroz cozido com o caldo da ave, junto com presunto e chouriço. O sucesso do prato era – e ainda é – tamanho, que até hoje os restaurantes reproduzem a iguaria desse mesmo jeito para preservar a tradicional receita.


Arroz de Pato (Prato Executivo) do Boteco Português.

Foto: Matheus Andrade



FORA DE PORTUGAL

O Arroz de Pato Português extrapolou os territórios nacionais e se tornou um sucesso em outras regiões pela simplicidade da receita, mas que entrega a sofisticação que o garante um lugar nos renomados restaurantes.


Ao redor do mundo, outros pratos semelhantes ao Arroz de Pato Português foram sendo criados e pertencentes a outras tradições. Um deles é o “Ñuñuma”, originário da Espanha, onde, diferente de Portugal, a receita é feita com cerveja na preparação.


De acordo com as tradições populares, a Ñuñuma foi desenvolvida por mulheres espanholas para conquistar a paixão de seus amados. O coração do pato era adicionado escondido entre o arroz, e isso faria com que os homens que comessem se apaixonassem pelas cozinheiras.


MAS O SUCESSO É PORTUGUÊS

Em Portugal não foram necessárias lendas para tornar o Arroz de Pato uma tradição das cozinhas portuguesas. Atravessando séculos ainda estando nas mesas dos nativos e amantes da culinária do país europeu, a receita se destacou e se tornou um dos principais acompanhamentos para demais alimentos justamente pela facilidade em combiná-lo com outros pratos. Contrariando a lógica e marcado pela delicadeza, mesmo com a junção dos grãos de arroz embebidos do caldo, a a participação de chouriço, orelha de porco e presunto, a carne da ave na receita traz a maciez e leveza para a finalização do prato, quando é adicionada por cima do arroz.


Boteco Português

Fotos: Matheus Andrade


Dá para perceber que Arroz de Pato é um dos pratos que mais nos aproximam das verdadeiras raízes da culinária portuguesa! No Boteco Português, a receita é apresentada em uma panela, com o propósito de trazer as lembranças da culinária afetiva, como nos momentos em que todos se reúnem à mesa. Desfrutando de tradicionais receitas que nos levam às terras lusitanas apenas pelo paladar, o restaurante promove uma viagem gastronômica compartilhada com aqueles que amamos.


O Boteco Português tem as portas abertas, desde de 2020, valorizando a clássica culinária portuguesa em solos baianos. O restaurante funciona de segunda a quinta, das 12h às 23h, às sextas e sábados, das 12h até 01h, e aos domingos, a partir das 12h até às 21h, com unidade estabelecida na Rua Borges dos Reis, 16, no Rio Vermelho.


Além de promover os pratos lusitanos no restaurante, o Boteco Português também conta com serviço delivery através do aplicativo Ifood e pelo site www.botecoportugues.com.br.


Para garantir sua reserva, a solicitação pode ser realizada também através do site ou pelo número de WhatsApp (71) 3565-0599.

bottom of page